Teoria da modificação da conduta de B. F. Skinner.

Em primeiro lugar devemos dizer que Skinner, junto com outros psicólogos, formulou a Teoria do reforço que se baseia em esquecer a motivação interior e, no seu lugar, considerar a maneira em que as conseqüências de uma conduta anterior influenciam as ações futuras em um processo de aprendizagem cíclica.

ESTIMULO > RESPOSTA > CONSEQÜÊNCIAS > RESPOSTA FUTURA

A Teoria do reforço serve de base para a modificação da conduta, isto é, para mudar uma conduta, é necessário mudar as conseqüências de dita conduta.

Para modificar a conduta podem ser utilizados vários métodos. Eis alguns exemplos:

1. Reforço positivo.
2. Aprendizagem de anulação.
3. Extinção
4. Punição.

1. Reforçam-se as condutas desejadas.
2. Os trabalhadores variam seu comportamento para evitar conseqüências desagradáveis.
3. Aplica-se a ausência do reforço.
4. Aplicam-se as conseqüências negativas.

Retirado de Reinforcement Theory and Contingency Management in Organizational Settings, de W. Clay Hammer, expomos suas regras para a utilização das técnicas para modificação da conduta.

Regra 1. Não recompense por igual todas as pessoas. A recompensa deve basear-se no desempenho.

Regra 2. Lembre que o fato de não responder modifica também o comportamento. O que não se faz tem influência também sobre os colaboradores, como o que sim se faz.

Regra 3. Certifique-se de informar ao pessoal o que deve ser feito, para assim obter o reforço. Estabeleça o nível de desempenho que permite às pessoas saberem o que deverão fazer para serem premiadas.

Regra 4. Certifique-se de informar ao pessoal o que está fazendo errado.

Regra 5. Evite punir na presença de outrem. A repressão em público humilha e também pode geral mal-estar coletivo.

Regra 6. Seja justo.

Sua Mente
Traduzido por Navil García Alfonso – navil_garcia@yahoo.com

Referência: www.wikilearning.com

Arquivado em Motivação

Leia outros artigos relacionados

Deixe um comentario