O Cliente. Mais Rei do que Nunca

Hoje, mais do nunca, o rei no mundo dos negócios é o cliente, o comprador. As empresas vivem para eles. São eles que são capacitados para comprar o que oferecemos… Por isso, vivemos um estado de dedicação ao cliente: seu poder é absoluto.

O cliente quer ser conhecido e escutado. Quer que ofereçamos produtos/serviços que satisfaçam totalmente as suas necessidades. Buscam um resultado positivo e personalizado ao interagirem conosco (por telefone, e-mail, carta, pela internet…).. Resumindo: querem tudo com o melhor preço. Eles têm esse poder e sabem disso.

Devemos escutar-lhes, conhecer-lhes e oferecer-lhes produtos e/ou serviços adequados as suas necessidades. Desta forma mostraremos o nosso diferencial (competência) e venceremos a batalha contra a competitividade.

Como podemos conseguir isso?

Para conseguir isso, a empresa precisa evoluir sua filosofia e suas ferramentas.

A empresa, e todas as pessoas que a integram, devem sempre agregar valores ao cliente. Mesmo assim, na maior parte dos casos, é uma troca nem sempre fácil, mas justificável pelos grandes benefícios agregados.

Em relação às ferramentas, a mais poderosa delas é a tecnologia. Os sistemas de informação e Internet são muito importantes já que nos aproxima em nossa relação com o cliente, detectando suas necessidades e tornando-os satisfeitos.

É importante dizer sobre os sistemas de gestão de relacionamento com o cliente (CRM- Customer Relationship Management) que são projetados especialmente para esse objetivo tanto em suportes físicos quanto eletrônicos.

Porque essa tecnologia é útil?

Como comentamos anteriormente, a tecnologia nos oferece muitas oportunidades nessa área:

1. Comunicação com nossos clientes com baixo custo. As possibilidades de comunicação que temos com o site da Internet e correio eletrônico nos aproximam de nossos clientes com um custo muito menor do que com os meios físicos.

Através do site, temos um vendedor que atende 200, 500 ou 5.000 pessoas por dia, gratuitamente. Quanto isso pode custar em comparação a um vendedor físico?

Se compararmos o custo de um envio por correio eletrônico com uma carta normal, os custos são indiscutivelmente inferiores. O correio eletrônico é muito mais barato, mas também devemos levar em conta algumas de suas limitações.

2. Conhecer melhor nossos clientes e suas necessidades. A possibilidade de obter um banco de dados de nossos clientes e suas informações é o ponto-chave.

Podemos recolher informações tanto através dos meios físicos (contatos telefônicos, força de vendas…) quanto dos meios eletrônicos: através da internet e do correio eletrônico, tanto de maneira ativa (questionários) quanto passiva (usuários que se utilizam do site na internet).

Dessa forma, através da internet, podemos conhecer quais são os produtos mais consultados, qual o tempo de permanência em cada uma das páginas (indicando o interesse), quais páginas usaram para sair de nossa internet (indicando pouco interesse no conteúdo, etc.

3. Interação nos 365 dias do ano e 24 horas do dia através de nossa página e de correio eletrônico.

4. Melhora na comunicação com os clientes e na informação que possuem em relação aos produtos e serviços: As facilidades na comunicação e o baixo custo das mesmas aliado a maior quantidade de informação sobre nossos clientes nos permite personalizar mais nossa mensagem. Assim, terão mais informações sobre nossos produtos/serviços, o que levará a um aumento nas vendas.

As possibilidades da Internet e das Novas Tecnologias na área de relacionamento com os clientes são infinitas. Obviamente se fizermos tudo isso, alcançaremos um dos principais pontos: VENDER MAIS E MELHOR

Traduzido por FLS do Brasil Traduções e Interpretações Ltda
www.flsbrasil.com

Titulo original: http://www.improven.com/Documentos/Cliente_Rey.aspx?ind=65&sec=16

Arquivado em Vendas

Leia outros artigos relacionados

Deixe um comentario